Waveski no Brasil

Conheça a história do waveski no Brasil e no mundo! 

Prancha, remo, ondas e manobras radicas. A popularidade do waveski tem crescido bastante nos últimos anos e cada vez mais é possível encontrar praticantes nas praias brasileiras. Então, que tal saber um pouco mais sobre esse esporte? 

O que é waveski? 

Waveski é um esporte praticado sobre uma prancha, que tem assento, anilhas, suporte para os pés e cinto de segurança.  A pessoa senta e “se prende” à prancha, utilizando um remo duplo para se movimentar e realizar manobras nas ondas. Ou seja, de uma maneira muito simples, é como “surfar sentado”. 

No entanto, é preciso diferenciar do kaiaksurf, no qual a embarcação é mais parecida com um caiaque e o espaço das pernas é coberto. 

Quando surgiu o waveski? 

O esporte começa na Austrália durante a década de 1970, quando Merv Larsson resolve levar uma prancha diferente e chama a atenção dos locais. Porém, é importante ressaltar que uma prática bem parecida surgiu muito antes. Cerca de 3 mil anos atrás, no Peru, começou a ser praticado o Caballito de Totora.

Essa prática é caracterizada pelo uso de uma embarcação artesanal feita de uma árvore chamada totora, onde o praticante “montava”. Daí o nome de “Caballito”. 

Waveski no Brasil 

O Waveski chega ao Brasil por volta de 1980, com o pai de José Ramon do Amaral Gomes trazendo uma prancha da África do Sul, que é uma potência no esporte, assim como a Austrália. 

Desde então, esse esporte despertou a curiosidade e interesse dos brasileiros. Tanto que, em 1989. a Confederação Brasileira de Canoagem criou uma categoria para o waveski chamada de canoagem em ondas, que reúne além dele o kaiaksurf e o sharkpaddle. 

Atualmente, existem diversas associações do esporte pelo país, como a Associação Paulista de Waveski, assim como algumas competições de nível nacional e cursos para aprender. 

Porém, é sempre importante lembrar de estar protegido para praticar. Por isso, antes de se aventurar, vista o colete salva-vidas adequado para evitar grandes riscos à sua vida. 

Você já viu alguém praticando ou é praticante? 

Compartilhe sua experiência com a gente! 

Jornalista de formação. Marketing de atuação na empresa Ativa Náutica - com foco sempre em conscientizar as pessoas da importância do uso de coletes salva-vidas!

Todas as postagens do autor
INICIO