O processo criativo da estampa do Neoativa Aqua.

Nascido em Campinas e formado em Arquitetura, o artista gráfico Biel Siqueira compartilhou conosco um pouco da sua trajetória artística e a experiência de transferir sua arte em um produto náutico. 

Há 12 anos, Biel  focou seu trabalho na pintura de paredes e murais, curadoria, organização e exposição de arte, sempre com muita vida e cores. Especialista em um trabalho mais orgânico e abstrato, Biel topou o desafio de transferir sua arte para um colete salva-vidas.

Utilizando do seu conhecimento em arte digital, Biel abraçou nossa ideia de desenvolver uma estampa para o Neoativa. Uma estampa que fosse o mix de um produto descolado, vivo e cheio de energia para quem pratica atividades radicais na água. 

   Esboço da nova estampa do Neoativa

Em nossa conversa, o artista conta que a criação remete à primeira estampa do Neoativa que continha linhas que faziam conexões. Logo, Biel associou este estilo ao elemento água, onde são usados os coletes salva-vidas.

Entre alguns desenhos e esboços, foi nascendo a nova estampa e o conceito usado para a criação é como se fosse o reflexo visto de cima, da luz solar refletindo na água, a sobreposição da água se mexendo. 

Para chegar no conceito do reflexo da luz solar na água, Biel disse que primeiro foi preciso entender alguns tópicos:

  • O entendimento do elemento água com o produto;
  • A água desde seu movimento mais calmo ao movimento mais agitado;
  • Estudo das representações da água
  • As formas da água;
  • Onde o produto é usado: momentos de ações, movimento, etc;
  • Estudar as cores para trazer a sensação de vida e ao mesmo tempo o aspecto de calma.

A ideia de criar essa estampa com o reflexo da luz solar na água traz a brincadeira em alusão ao elemento água e como as pessoas podem enxergar o movimento, que pode ser algo rápido, que flui e traz a segurança. 

Além de transferir a arte para telas, paredes e murais, Biel conta a experiência de como foi trabalhar com um produto um tanto quanto diferente do seu repertório. Apesar de já ter trabalhado com a aplicação de pinturas em cadernos, agendas e coisas estáticas, trabalhar com um colete salva-vidas foi algo muito particular e fora da realidade do mundo dos jet ski, lanchas e barcos.

Aplicar a arte em um equipamento de salvatagem foi mergulhar em um outro universo onde tudo faz parte do processo de entender como comunicar de maneira simples e eficiente. Entrar em contato com o processo criativo até o processo da aplicação: as telas, as tintas, o silk, cores e encaixe.

biel siqueira.

Biel, muito obrigada por compartilhar este processo conosco.

Jornalista de formação. Marketing de atuação na empresa Ativa Náutica - com foco sempre em conscientizar as pessoas da importância do uso de coletes salva-vidas!

Todas as postagens do autor
INICIO